Obras de Ludwig van Beethoven

 

No segundo concerto da Série Sala de Música dedicado a Beethoven, Leonardo Hilsdorf, Hugo Pilger e o Quarteto Radamés Gnattali apresentam obras para piano solo e para formação de câmara.

A sonata  “Les Adieux”, que abre a segunda noite, é uma das obras para piano mais conhecidas de Beethoven e marca a transição para a chamada “terceira fase” do compositor, momento em que suas composições adquirem um caráter mais abstrato e metafísico. A sonata – composta de três movimentos – é uma das mais exigentes tecnicamente e, para interpretá-la,  o pianista Leonardo Hilsdorf. Em seguida, Hugo Pilger se junta ao pianista para juntos interpretarem a sonata para violoncelo em ré maior, a última que Beethoven escreveu para o instrumento. Como é de praxe nas obras tardias de Beethoven, esta sonata tem uma linguagem fluida e espiritual, sem deixar de obedecer os rigores da sonata-forma.

Encerrando a noite, o Quarteto Radamés Gnattali apresenta a última obra de câmara de grande escala que Beethoven escreveu: o comovente quarteto de cordas Op. 135. Claramente influenciado pelos quartetos de corda de Haydn, o Quarteto de Cordas Op. 135 é constituído de frases musicais curtas e texturas leves, imprimindo na obra o caráter transcendente característico da fase final de Beethoven.

 

P R O G R A M A

Sonata Op. 81a, “Les Adieux”
– Das Lebewohl: Adagio
– Abwesenheit: Adante espressivo
– Das Wiedersehen: Vivacissimamente

Leonardo Hilsdorf, piano

Sonata para Violoncelo No. 5, em Ré Maior, Op. 102 No. 2
– Allegro con brio
– Adagio con molto sentimento d’affetto
– Allegro 

Hugo Pilger, violoncelo
Leonardo Hilsdorf, piano

[INTERVALO]

Quarteto de Cordas No. 16, Op. 135, em Fá Maior
– Allegretto
– Vivace
– Lento assai, cantante e tranquillo
– Grave, ma non troppo tratto – Allegro 

Quarteto Radamés Gnatalli
Carla Rincon, violino
Andrea Carizzi, violino
Marco Catto, viola
Hugo Pilger, violoncelo

 

Ingressos disponíveis na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou através do site www.ingressorapido.com.br