Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro

Rafael Barros Castro, regência e piano
Trio de Metais – OSRJ (trompa, trompete e trombone)

A Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro apresenta toda a versatilidade da sua formação instrumental em um programa dedicado à música de câmara e elaborado especialmente para a Série Recitais de Guiomar.

No programa, dois trio de metais: Estruturas Obstinadas de Ricardo Tacuchian, e Turmalina de Gilson Santos, trompetista, compositor e arranjador da OSRJ. Radamés Gnattali também estará no programa com a sua bela obra Canção e Dança, para contrabaixo solo e cordas, tendo como solista Cláudio Alves, membro fundador da OSRJ. Destaque para uma expressiva página musical, e desafio para todos os grupos de música de câmara, o Till Eulenspiegel, de Richard Strauss. Com todos os músicos e o maestro Rafael Barros Castro ao piano, a OSRJ encerra o programa com a obra Oblivion de Astor Piazzolla.

P R O G R A M A

Ricardo Tacuchian
Estruturas Obstinadas
– Moderato
– Grave
– Allegro

Gilson Santos
Turmalina*

[INTERVALO]

Radamés Gnattali
Canção e Dança
solista: Cláudio Alves – contrabaixo

Richard Strauss
Till Eulenspiegel – Einmal Anders!

Astor Piazzolla (arr. Rafael Barros Castro)
Oblivion

*estreia – primeira audição integral

Fábio Peixoto e Leonardo Fantini, violinos
Bernardo Fantini, viola
João Bustamante, violoncelo
Cláudio Alves e Alexandre Brasil, contrabaixos
Márcio Costa, clarineta
Geoffrey Fouvry, fagote
Eliézer Conrado, trompa
Gilson Santos, trompete
Elber Ramos, trombone

 

INGRESSOS À VENDA EM BREVE