Orquestra Sinfônica Brasileira
Luis Fernando Malheiro, regência
Daniella Carvalho, soprano

Daniella Carvalho tem sido aclamada pela crítica por sua “voz de timbre escuro e expressivo”, bem como por “uma presença de palco inesquecível. “. 2017 marcou sua estreia de Daniella no papel de Elizabeth em Tannhäuser, de Wagner, ampliando seu repertório com papeis mais dramáticos.

Em 2016, debutou Adriana Lecouvreur em São Paulo, repetindo no Festival Amazonas de Ópera. Cantou a Messa da Requiem de Giuseppe Verdi em Manaus e no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Com a Orquestra do Theatro São Pedro em São Paulo, cantou obras de Samuel Barber. Natural do Rio de Janeiro, já se apresentou em palcos na Itália, Áustria, Estados Unidos e Brasil, e em estações de rádio de New York como WNYC e Radio da Universidade de Columbia.

Reconhecido pela crítica como um dos principais nomes da ópera no Brasil, Luis Fernando Malheiro tem em seu repertório mais de 60 títulos regidos. É o atual Diretor Artístico e Regente Titular da Orquestra Amazonas Filarmônica, diretor artístico do Festival Amazonas de Ópera (FAO). Foi diretor artístico do Teatro São Pedro de São Paulo e regente titular de sua orquestra e foi diretor de Ópera no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.
Vencedor do Prêmio Carlos Gomes: Regente de Ópera (2012, 2011 e 2009) e Universo da ópera/2000, dirigiu no FAO/2005 a primeira montagem brasileira do Anel do Nibelungo de Wagner, recebendo ainda mais dois prêmios: Universo da Ópera e Espetáculo do Ano.

Programa
Gustav Mahler
Sinfonia No.5
-Adagietto

Lieder eines fahrenden Gesellen
-Wenn mein Schatz Hochzeit macht
-Ging heut Morgen über’s Feld
-Ich hab’ ein glühend Messer
-Die zwei blauen Augen

[INTERVALO]

Johannes Brahms
Sinfonia No. 4, op. 98, em Mi menor
-Allegro non troppo
-Andante moderato
-Allegro giocoso
-Allegro energico e passionato

Ingressos à venda na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou através do site www.ingressorapido.com.br