Série Sala Lírica
Ópera "Piedade", de João Guilherme Ripper
A ópera retrata poética e musicalmente a tragédia que culminou na morte do escritor Euclides da Cunha.
Sala Cecília Meireles
30 nov sex 20H
1 dez sáb 20H
Ingressos à venda na bilheteria da Sala Cecília Meireles ou através do site www.ingressorapido.com.br

Laura Pisani , soprano, como “Anna da Cunha”
Daniel Umbelino, tenor, como“Dilermando de Assis”
Homero Velho, barítono, como “Euclides da Cunha”

Priscila Bomfim, piano e regência

Ivan Scheinvar, violino I
Ayran Nicodemo, violino II
Marcos Catto, viola
Rodrigo Favaro, contrabaixo
Sofia Ceccato, flauta
Jeferson Nery, oboé
Marcio Costa, clarinete
Tiago Carneiro, trompa
Paulo Andrade, fagote
Wellington Moura, trompete
Paulo Pedrassoli, violão

sobre o evento
“Piedade” é a terceira ópera do compositor João Guilherme Ripper, que tem em seu catálogo as óperas “Domitila” (2000), sobre as cartas de amor de D. Pedro I e a Marquesa de Santos e “Anjo Negro” (2003), sobre peça homônima de Nelson Rodrigues, “Onheama” (2014) e “O diletante” (2014), sobre peça homônima de Martins Pena. A obra é baseada no conhecido caso que culminou com a morte do escritor Euclides da Cunha no bairro de mesmo nome. Euclides tornara-se famoso com publicação em 1902 de seu livro “Os sertões”, em que relata a saga de Antônio Conselheiro na Guerra de Canudos. Em uma de suas constantes viagens para demarcação das fronteiras brasileiras, sua esposa Anna da Cunha envolveu-se com Dilermando de Assis, cadete do exército, que contava então com 17 anos. Notícias do romance não tardaram a chegar aos ouvidos de Euclides e a história real possui ainda diversos episódios, como o nascimento de um filho de Anna e Dilermando na casa de Euclides.

O desfecho dramático, que a imprensa à época batizou de “A tragédia da Piedade”, se deu na manhã de um domingo, dia 25 de agosto de 1909, quando Euclides chegou armado à casa de Dilermando, onde Anna havia passado a noite. Euclides vinha “para matar ou morrer” e, já na entrada, feriu com um disparo na nuca Dinorah, jogador do Botafogo e irmão de Dilermando. Seguiu-se uma intensa troca de tiros entre o escritor e Dilermando, que mesmo gravemente ferido, atingiu mortalmente Euclides da Cunha.

Ao escrever “Piedade”, João Guilherme Ripper procurou retratar poética e musicalmente a tragédia e seus personagens: Euclides da Cunha, barítono; Anna da Cunha, soprano; Dilermando de Assis, tenor. É importante ressaltar que se trata de uma obra artística e não de um documentário sobre o caso. Assim, o compositor sentiu-se desobrigado a reproduzir os fatos com exatidão, mas procurou delinear a partir dos episódios mais relevantes o caminho que levou ao desfecho dramático e à morte de Euclides da Cunha.

programa

João Guilherme Ripper
Piedade, ópera em 4 atos

patrocínio

Próximos eventos Sala Cecília Meireles
programação completa

Notice: Undefined offset: -1 in /home/storage/a/81/21/salaceciliameireles1/public_html/wp-content/themes/ceciliameireles/includes/utils.php on line 112

Warning: array_push() expects parameter 1 to be array, null given in /home/storage/a/81/21/salaceciliameireles1/public_html/wp-content/themes/ceciliameireles/includes/utils.php on line 113

Warning: array_push() expects parameter 1 to be array, null given in /home/storage/a/81/21/salaceciliameireles1/public_html/wp-content/themes/ceciliameireles/includes/utils.php on line 113

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/a/81/21/salaceciliameireles1/public_html/wp-content/themes/ceciliameireles/includes/utils.php on line 119

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/storage/a/81/21/salaceciliameireles1/public_html/wp-content/themes/ceciliameireles/includes/utils.php on line 119